• denuncias
  • peticionamento
  • Mediação
  • mov procedimentos
  • autenticidade de documentos
  • administracao publica
  • fraudes trabalhistas
  • liberdade sindical
  • meio ambiente
  • promocao igualdade
  • trabalho escravo
  • trabalho infantil
  • trabalho portuario
  • mao-com-calendario-de-marca-de-caneta 1325-126
  • Aprendizagem Profissional
  • hospital
  • resgate 5
  • ouvidoria página externa II
  • Rua Arnaldo Sussekind- II
  • Ação do MPT de incentivo à aprendizagem pode empregar mais de 1.800 jovens de Cuiabá e Região
  • Horário de atendimento na semana de Carnaval
  • MP 905 prejudica destinações do MPT a projetos que beneficiam a sociedade
  • Sindicato de vigilantes não poderá firmar norma coletiva reduzindo cota de aprendizagem
  • Acordo estabelece melhorias nas condições de trabalho dos coletores de lixo de Cuiabá
  • MP 905: Procurador-geral do MPT e governador Mauro Mendes se reúnem em Cuiabá
  • Procurador-geral do MPT faz visita institucional ao TRT de Mato Grosso
  • Procurador-geral do MPT visita PTM de Rondonópolis
  • Justiça do Trabalho reconhece competência material para declarar que empregador reduziu trabalhadores a condições análogas às de escravo
  • Cota de aprendizagem não pode ser alterada por norma coletiva
  • MPT em Quadrinhos: nova edição aborda o racismo e a igualdade no mercado de trabalho
  • MPT consegue liminar contra BRF após empregado de empresa prestadora de serviço perder dois dedos em acidente
  • Comitê de Ações Afirmativas aprova destinação de quase um milhão a 15 novos projetos sociais
  • Operação conjunta resgata três trabalhadores e um adolescente de carvoaria
  • Acordo encerra processo que promoveu melhorias para os trabalhadores da coleta de lixo de Sorriso
  • Campanha “#NossoLugarÉLegítimo” será lançada pelo MPT
  • Ouvidoria do MPT em Mato Grosso
  • MPT, MPF e MPE ajuízam ação para proibir uso do glifosato em MT
  • Dos quadrinhos para as telas: MPT lança desenho animado sobre trabalho infantil
  • Em ato simbólico, MPT e Município de Cuiabá homenageiam jurista e trabalhador rural assassinado
  • MPT lança Manual de Boas Práticas para promoção de igualdade de gênero no trabalho

MPT e ONU lançam cartilha sobre os direitos das pessoas trans

Publicação aborda temas como acesso à justiça, à saúde, ao trabalho, à educação e à cultura; lançamento marca Mês da Visibilidade Trans

01/02/2019 - Na última terça-feira (29), Dia Nacional da Visibilidade Trans, o Ministério Público do Trabalho (MPT) e a Organização das Nações Unidas (ONU) lançaram a cartilha Páginas Trans na internet. O material é um guia de acesso a direitos e serviços para a população trans.

A vice-coordenadora do Grupo de Trabalho (GT) Empregabilidade LGBTQI+, a subprocuradora-geral do Trabalho Sandra Lia Simón, lembra que a empregabilidade integra o conceito mais amplo de cidadania. Por isso, o MPT tem atuado ao lado do Sistema das Nações Unidas no Brasil para propiciar condições para que pessoas trans tenham acesso a postos no mercado de trabalho.

“As pessoas trans são as que mais sofrem discriminação em relação à empregabilidade, mesmo se for considerada apenas a população LGBTQI+. Por tal motivo, esse segmento recebe uma atenção especial do Ministério Público do Trabalho”, destacou Sandra Lia Simón.

A publicação explora temas como acesso à justiça, saúde, trabalho, educação, cultura e redes de apoio para pessoas trans, trazendo normativas nacionais sobre cada tema, jurisprudência, links, endereços e contatos de serviços de referência para a população trans.

O GT Empregabilidade LGBTQI+ é ligado à Coordenadoria Nacional de Promoção de Igualdade de Oportunidade e Eliminação da Discriminação no Trabalho - Coordigualdade.

Visibilidade 

A cartilha foi apresentada em primeira mão às ativistas, realizadoras e parceiras do Trans-Formação, em evento na Casa da ONU, ocorrido no dia 25 de janeiro.

O 'Páginas Trans' é resultado do trabalho das pessoas que participaram da primeira e da segunda edições do projeto. O Trans-Formação é uma iniciativa coordenada pela campanha da ONU Livres & Iguais para fortalecer ativistas trans no Distrito Federal e entorno.

O objetivo é realizar articulações com organizações da sociedade civil, órgãos do governo, sistema de justiça e demais instituições públicas para promover os direitos humanos da população trans.

Um dia pela inclusão social

No Dia Nacional da Visibilidade Trans, a 'Livres & Iguais' lançou nas redes sociais o vídeo “O que é inclusão?”. A produção está disponível nas páginas do MPT e da ONU no Facebook e no Twitter. A ação tem o apoio da cantora Liniker, vocalista da banda Liniker e os Caramelows.

O vídeo mostra os desafios enfrentados pela população LGBTQI+ para estudar, ingressar no mercado de trabalho, manter um emprego e ter a identidade de gênero plenamente respeitada. A filmagem também retrata dificuldades no acesso a cuidados de saúde básica, incluindo a saúde mental.

Informações: ONU e PGT

Imprimir

  • banner abnt
  • banner transparencia
  • banner pcdlegal
  • banner mptambiental
  • banner trabalholegal
  • banner radio
  • Portal de Direitos Coletivos