MPT sedia reunião do Fórum Mato-Grossense de Combate aos Impactos dos Agrotóxicos

No evento foram realizadas ações de divulgação da Campanha Abril Verde, voltadas à conscientização da proteção à saúde e segurança do trabalho

06/05/2019 - O Ministério Público do Trabalho (MPT) sediou na última terça-feira (30) mais uma reunião do Fórum Mato-Grossense de Combate aos Impactos dos Agrotóxicos. O evento foi conduzido pelo procurador do Trabalho Bruno Choairy Cunha de Lima e ocorreu no auditório da Sede do MPT em Mato Grosso, em Cuiabá.

Imprimir

OAB-MT lança campanha para ajudar vítimas de ciclone na África

03/05/2019 - Diante do cenário de devastação causado pelo ciclone Idai, que matou cerca de 600 pessoas, deixou outras 1,6 mil feridas e destruiu mais de 110 mil residências, deixando 900 mil pessoas na mais absoluta miséria em Moçambique, a Ordem dos Advogados do Brasil - Seccional Mato Grosso (OAB-MT) decidiu criar uma campanha humanitária para ajudar as vítimas da tragédia, a “Moçambique Vive”. A ideia é dar visibilidade ao fato e sensibilizar as pessoas a realizarem doações em dinheiro para ajudar a estas pessoas.

Imprimir

Campanha do MPT divulga conquistas dos trabalhadores obtidas pela atuação de sindicatos

“Conheça quem te representa” é o convite feito no mês dedicado à conscientização da importância das boas práticas sindicais, o Maio Lilás

02/05/2019 - Entre 2012 e 2017, foram registradas mais de 53 mil convenções coletivas de trabalho, que trazem conquistas relativas à remuneração, contratação, condições e relações de trabalho, saúde e segurança do trabalhador e jornada, entre outros direitos. Para apresentar essas conquistas, a campanha do Maio Lilás de 2019, feita pelo Ministério Público do Trabalho, fará um convite aos trabalhadores: “Conheça quem te representa”.

Imprimir

Proprietário de fazenda em Poconé é condenado em ação movida pelo MPT

29/04/2019 - O proprietário da fazenda Capão de Palha, localizada no município de Poconé, Agnaldo Martins Rodrigues, foi condenado na Justiça do Trabalho, em ação movida pelo Ministério Público do Trabalho em Mato Grosso (MPT-MT), em razão de irregularidades no meio ambiente de trabalho. O empregador deverá pagar 100 mil reais por danos morais coletivos, além da obrigação de corrigir as irregularidades constatadas.

Imprimir