• denuncias
  • peticionamento
  • Mediação
  • mov procedimentos
  • autenticidade de documentos
  • administracao publica
  • fraudes trabalhistas
  • liberdade sindical
  • meio ambiente
  • promocao igualdade
  • trabalho escravo
  • trabalho infantil
  • trabalho portuario
    • trabalho escravo
    • MPT oferece curso de combate ao trabalho infantil para conselheiros tutelares
    • MPT pede correção de irregularidades trabalhistas e indenização de R$ 200 mil a empresa
    • Empresa Sul América é condenada por descumprir cota de aprendizagem
    • MPT exige medidas de proteção contra incêndios em empresas de Rondonópolis e região
    • MPT em Rondonópolis obtém condenação de empresas e sindicatos do setor de transporte por conduta antissindical
    • MPT ajuíza ação para coibir pejotização na saúde pública de Rondonópolis
    • Procurador-chefe do MPT-MT é reconduzido e toma posse em Brasília
    • Outubro Rosa: MPT alerta sobre importância de prevenção do câncer de mama
    • Artigo | A farsa: no topo de Manhattan ou no Seridó
    • JBS: MPT obtém liminar contra unidade de Pontes e Lacerda por descumprimento de normas de saúde e segurança do trabalho
    • MPT obtém liminar para proibir exploração na colheita de cana em usina de Jaciara
    • Em nota, GAETE-MT critica “descaso” do governo no combate ao trabalho escravo
    • MPT lança aplicativo para facilitar acesso do cidadão à Ouvidoria
    • MPT em Rondonópolis: divulgado edital para cadastro de entidades que poderão ser beneficiadas com destinações
    • Lançada a versão do MPT Pardal para Iphone

    MPT cobra medidas de municípios de MT com maior incidência de trabalho escravo

    MPT e MPF pedem revogação de portaria que dificulta combate ao trabalho escravo

    Em recomendação ao MTb, instituições afirmam que portaria fere Código Penal, convenções internacionais e Lei de Acesso à Informação

    17/10/2017 - O Ministério Público do Trabalho (MPT) e o Ministério Público Federal (MPF) expediram, nesta terça-feira (17), recomendação pela revogação da Portaria nº 1129/2017, do Ministério do Trabalho (MTb). O texto modifica o conceito de trabalho escravo e traz novas regras sobre a publicação da Lista Suja.

    Imprimir

    MPT critica portaria que modifica conceito de trabalho escravo

    Norma do Ministério do Trabalho foi publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira (16)

    Brasília – O Ministério Público do Trabalho (MPT) criticou a publicação de uma portaria do Ministério do Trabalho que modifica o conceito de trabalho escravo e traz novas regras sobre a publicação da Lista Suja. Divulgada no Diário Oficial da União desta segunda-feira (16), a Portaria MTB Nº 1129/2017 dispõe sobre os conceitos de trabalho forçado, jornada exaustiva e condições análogas às de escravo para fins de concessão de seguro-desemprego ao trabalhador que vier a ser resgatado em fiscalização do Ministério do Trabalho. O MPT, juntamente com o Ministério Público Federal (MPF), vai recomendar a revogação imediata da portaria. Caso isso não aconteça, o MPT tomará as providências cabíveis.

    Imprimir

    Nota de repúdio à demissão de chefe de combate ao trabalho escravo

    Texto é assinado pelo MPT e entidades da sociedade civil, do setor empresarial e de instituições públicas

    Brasília - O Ministério Público do Trabalho (MPT) e entidades da sociedade civil, do setor empresarial e de instituições públicas divulgaram, na última terça-feira (10), nota de repúdio à exoneração do chefe da Divisão de Fiscalização para Erradicação do Trabalho Escravo (Detrae) do Ministério do Trabalho, André Esposito Roston. 

    Imprimir

    MPT pede correção de irregularidades trabalhistas e indenização de R$ 200 mil à empresa

    11/10/2017 - ​O Ministério Público do Trabalho em Mato Grosso (MPT-MT) ajuizou, na última semana, ação civil pública com pedido de liminar em face da DSS Serviços de Tecnologia da Informação Ltda., especializada na prestação de serviços e de suporte na área de tecnologia da informação. A empresa já manteve contrato com diversos órgãos públicos estaduais e nacionais, entre eles o Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso, Secretaria de Estado da Fazenda de Mato Grosso, Polícia Federal e Supremo Tribunal Federal.

    Imprimir

    • banner abnt
    • banner transparencia
    • banner pcdlegal
    • banner mptambiental
    • banner trabalholegal
    • banner radio
    • Portal de Direitos Coletivos